quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

História do Automóvel


Em 1769, na França, Nicolas-Joseph Cugnot usou um motor a vapor para movimentar um veículo, um fardier de três rodas, mas o automóvel com motor de combustão interna foi inventado na Alemanha, só em 1885, por Karl Benz e Gottlieb Daimler.
Décadas depois, G. E. Sellden, um advogado estadunidense inventou a sua versão do automóvel, que era rudimentar. Patenteou-a, mas nunca a produziu em massa, cabendo isso a empresas que aderiam - obrigatoriamente - a uma organização por si criada.
Pouco tempo depois, o estadunidense Henry Ford passou a fabricar carros em série. Os primeiros foram os modelos T, fabricados de 1908 a 1927. Estes venderam mais de 15 milhões de unidades.
G. E. Sellden afirmou ter inventado o automóvel antes de Henry Ford. Este afirmou ter inventado uma versão mais avançada. Sendo os modelos T, de Henry Ford, mais populares, depressa entrou na bancarrota. Tentou vender automóveis construídos por si, mas sem sucesso.


No Brasil

Pode-se dizer que a era automobilística nasceu no Brasil no dia 25 de novembro de 1891, quando desembarcou no cais de Santos, do navio Portugal, o primeiro carro importado, adquirido pelo jovem inventor do avião, Alberto Santos Dumont, que mais tarde seria conhecido como o Pai da Aviação.
O carro era um reluzente Peugeot, com motor Daimler a gasolina, de 3,5 cv e dois cilindros em V, conhecido pelos franceses como voiturette, por ser muito parecida com uma charrete.
Seu proprietário o comprara por 6.200 francos, em Valentigney, cidade perto de Paris, e o trouxe diretamente para Santos. Mais tarde, o veículo foi levado a São Paulo, permanecendo na residência de Santos Dumont.
Esse Peugeot foi o primeiro carro a chegar no Brasil, asseguram os historiadores. Dessa maneira, a cidade teve a primazia de ver circular por suas ruas o primeiro automóvel do País, como confirmou a Câmara Municipal, um século depois.
Já o primeiro carro fabricado em território brasileiro foi a Romi-Isetta, produzida pelas indústrias Romi na cidade de Santa Bárbara d'Oeste, no interior paulista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário